Vai lançar um produto? Saiba como fazer um planejamento de marketing.

By InsideOut Imersão InsideOut, Lançamento de Produtos, Marketing Digital Nenhum comentário em Vai lançar um produto? Saiba como fazer um planejamento de marketing.

planejamento de marketing lançamento de produtos

Sua empresa tem um produto que está prontinho, mas ainda não possui um plano adequado para lançá-lo no mercado? Você quer otimizar os recursos e ganhar tempo, adotando estratégias assertivas, porém nem sabe por onde começar? Sugerimos que prossiga a leitura para saber como fazer um planejamento de marketing de sucesso!

O que analisar antes de começar seu plano?

Os passos básicos para planejar o marketing de lançamento do seu produto são:

1. Identificar quais práticas mais se adequam ao mercado no qual o produto será inserido.

Veja alguns exemplos:

  • Qualidade superior;
  • Melhor serviço;
  • Preços menores;
  • Adaptação e customização;
  • Aperfeiçoamento contínuo do produto.

Você pode, e deve, usar mais de uma prática para buscar diferenciação do seu novo produto no mercado. Talvez seja difícil reunir qualidade superior e preços menores, mas é importantíssimo considerar que apenas preço baixo não garante sucesso de negócio.

Baseado nisso, identifique as práticas mais adequadas à inserção do seu produto no mercado com a certeza de que sua estratégia somente será poderosa quando você unir práticas que se reforçam entre si.

2. Identificar oportunidades de demanda para o seu produto novo

Exemplos:

  • Vender mais para clientes já existentes nos mesmos canais de comercialização;
  • Vender para novos clientes na mesma região geográfica;
  • Vender para novos clientes em nova região geográfica;
  • Vender para clientes existentes em novo canal de comercialização;
  • Vender para novos clientes em novo canal de comercialização.

Nesta etapa. você também pode definir mais de uma oportunidade para o lançamento do seu produto. Porém, é preciso bastante atenção, pois tal escolha está fortemente associada à sua capacidade de realização diante dos recursos necessários para tanto. Você precisará estabelecer parâmetros para recursos financeiros, de pessoal, de distribuição e logística, de estrutura, entre outros para agarrar a oportunidade percebida.

Ao cumprir os passos básicos iniciais acima exemplificados, você já iniciou o seu planejamento de marketing. Saiba que um plano pode ter pouca ou muita complexidade — isso realmente depende do grau de controle que você quer imprimir ao lançamento do seu produto. Porém, jamais pode ser negligenciado, pois dificultaria sua análise do que está dando certo e do que está dando errado.

Entenda também que planejamento de marketing não garante, isoladamente, o sucesso do lançamento de seu produto. Como gestor do lançamento do novo produto você deverá exercer as funções essenciais da administração, que são: planejar, organizar, dirigir e controlar o ciclo de vida da novidade. Isso representa executar seu plano de lançamento de modo eficiente.

Como fazer um planejamento de marketing?

Independentemente da oportunidade de demanda que você escolheu trabalhar, seu planejamento de marketing vai avançar na delimitação do perfil do consumidor do seu produto.

Conhecer o cliente ou o potencial cliente, conforme o propósito traçado até aqui, aumenta incrivelmente as suas chances de sucesso.

Você pode qualificá-los de acordo com as informações que possuir a respeito deles. Por exemplo:

  • Consumidores-alvo: consumidores a quem seu produto se destina, mas que ainda não realizaram qualquer tipo de contato com a empresa.
  • Potenciais Clientes: referem-se àqueles consumidores que já fizeram contato com a empresa demonstrando interesse, porém ainda não realizaram a primeira compra.
  • Clientes novos: clientes que já adquiriram o produto, mas ainda não podem ser qualificados como fiéis devido à pouca frequência de compra até o momento.
  • Clientes fiéis: clientes que já estabeleceram um relacionamento frequente com a empresa.

Como analisar a situação?

No contexto de um planejamento de marketing, pode-se definir “situação” como o conjunto de circunstâncias que, de alguma forma, produzem efeitos positivos e negativos no lançamento do produto que você vai inserir no mercado.

Para analisar a situação é preciso considerar o ambiente externo à sua organização e o ambiente interno da sua organização. A ferramenta mais usada para esta finalidade é a SWOT (Strengths — Forças, Weaknesses — Fraquezas, Opportunities — Oportunidades e Threats — Ameaças).

Por meio dela você identifica ameaças e oportunidades existentes no ambiente externo para o seu produto, assim como os pontos fortes e os pontos fracos do ambiente da sua empresa para o lançamento dele. Essa análise resulta em um grau de conhecimento que fortalecerá as decisões que você tomará, visando conferir maior assertividade ao seu plano.

É no decorrer da análise da situação que você avalia o impacto do ambiente externo no que se referem às variáveis políticos-legais, econômicas, financeiras, culturais, sociais, etc. Nesta etapa, você saberá mais a respeito de seus concorrentes. Isto é, possíveis produtos similares, substitutos e até complementares que minariam ou fortaleceriam as suas oportunidades de venda.

Além deles, você também vai identificar os seus parceiros ideais, outro importante fator que contribui para o sucesso do produto no mercado. Por isso, a atenção a essa escolha é um elemento crítico da construção de um plano.

Quais são os fatores críticos de sucesso?

Fatores críticos de sucesso são as variáveis ou áreas de atividades de uma empresa que se demonstram decisivas para o sucesso competitivo em determinados segmentos de negócios. Isto é, os resultados favoráveis dos fatores críticos de sucesso são considerados absolutamente necessários para que se tenha êxito na implantação do plano.

Exemplos: rapidez no atendimento, desenvolvimento de habilidades na área de serviços, melhoria da imagem junto aos consumidores, desenvolvimento de alianças estratégicas, aumento da produtividade, dentre outros.

Imagine que você precise desenvolver alianças estratégicas para obter melhor imagem do produto junto aos consumidores. Para isso, identifica no marketing digital uma estratégia preponderantemente crítica. Na verdade, raríssimos são os segmentos de negócios nos dias de hoje que podem dar-se ao direito de não participar ativamente de um mundo cada vez mais digitalizado.

A presença digital tornou-se um imperativo por causa da proliferação de tecnologias e plataformas na internet. Isso faz com que esses canais ofereçam um ambiente fértil para as mais diversificadas ações de marketing.

Na questão específica da imagem do produto, por exemplo, é fundamental aplicar técnicas para gerar engajamento dos consumidores nos canais digitais, parceiros movidos pela criatividade que ajudem você a construir uma base de lançamento eficiente para alcançar o seu público de modo eficaz.

Antes de finalizar seu plano, vincule objetivos às metas. Um plano de marketing bem elaborado possui indicadores de desempenho atribuídos para cada uma das metas.

Indicadores de desempenho são as métricas usadas para quantificar a eficiência e/ou a eficácia de uma ação. É importante medir para que possa avaliar e, quando necessário, corrigir ou fortalecer as ações de marketing do seu plano.

Gostou do assunto? Agora aproveite para conhecer 5 motivos para sua empresa se preocupar com o a presença digital!

 

 

Deixe o seu Comentário
  • Share: